ADMINISTRAÇÃO

TÉCNICO ESPECIAL EM  ELETROMECÂNICA

Os cursos técnicos subsequentes  são destinados para estudantes que já concluíram o Ensino Médio. Após a conclusão, o aluno recebe a certificação técnica na área escolhida.
 

ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL:    Elaborar e interpretar projetos elétricos residenciais, comerciais e industriais; Execução, supervisão, inspeção e controle de manutenção em sistemas elétricos de potência; Coordenar e executar ações de conservação de energia; Desenvolver atividades técnicas em empresas concessionárias de energia elétrica e telecomunicações, Empresas de manutenção, Indústrias de aparelhos, Indústrias siderúrgicas, metalúrgicas, petroquímicas, empresas de construção civil, Empresas de representações, vendas e assistência técnica de materiais e equipamentos elétricos e eletrônicos.

DISCIPLINAS ESPECÍFICAS: Pneumática e Hidráulica, Gestão de Pessoas, Eletrohidráulica e Eletropneumática, Organização e Normas, Instalações Elétricas Prediais, Fundamentos de Mecânica, Eletricidade, Técnicas de Manutenção, Equipamentos Mecânicos, Controle de Medidas, Usinagem, Máquinas Elétricas, Comandos Elétricos, Projetos e CLP e Supervisório.

CERTIFICAÇÃO INTERMEDIÁRIA: Eletricista Predial de Baixa Tensão / Mecânico de Manutenção de Máquinas

 

Download Ebook:

    • Indústrias com linhas de produção automatizadas, aeroespacial, automobilística, metalmecânica e plástico.
    • Empresas de manutenção e reparos eletromecânicos, que atuam na instalação, manutenção, comercialização e utilização de equipamentos e sistemas eletromecânicos.

     

Pneumática e Hidráulica, Eletricidade, Mecânica, Metrologia, Usinagem, Máquinas Elétricas, Comandos Elétricos, Projetos, Automação, Informática e Sala de Multimídia com lousa digital.

Unidades e horários

  • PERÍODOS/UNIDADES
    • Período das aulas: Noturno
    • Horário: 18h45 às 23h

Proposta Pedagógica

O mundo contemporâneo sofre os efeitos de uma nova revolução tecnológica (a revolução da microeletrônica) que traz no seu bojo consequências radicais para o mundo da escola.

A verdade é que as mudanças no mundo do trabalho (com a superação do paradigma fordista, onde os trabalhadores executavam um trabalho em migalhas, parcelado e repetitivo) obrigam todas as instituições a se repensarem.

A proposta e objetivo do ensino técnico visa formar trabalhadores integrados em equipes, capazes de desenvolver pensamentos complexos, com elevada dose de abstração, com iniciativa e responsabilidade para decidir. As novas matrizes empresariais e produtivas se distanciam daquela imagem representada por Charles Chaplin em “Tempos Modernos” que mostra o trabalhador como apêndice vivo da máquina, tal como Marx descrevera há mais de um século. As habilidades fundamentais não são somente as habilidades específicas ligadas ao domínio técnico de um ofício qualquer, mas também estão incluídas as habilidades básicas, como domínio de Português, Inglês, Matemática e Informática.

O objetivo dos cursos técnicos é ensinar os alunos a aprender, como estratégia adaptativa a um mundo que muda com a velocidade do giro de um caleidoscópio. Somente uma sólida formação em conhecimentos básicos poderá, portanto, instrumentalizar nossos estudantes para um futuro mais seguro e com menor nível de apreensão.